Foto do blog: Mario Lamoglia

segunda-feira, 22 de março de 2010

O que fazer
quando é preciso ser,
mesmo quando não?

Sylvia Araujo

10 comentários:

Erica Ferro disse...

Deixar-se, enfim, ser.

Mai disse...

Variações de Shakespeare em Hamlet onde ser ou não ser, também era uma questão.
Ficou legal. Mas, na dúvida, que tal ir sendo...assim mesmo no gerúndio e no fluxo das coisas?

Abraços

Priscila Rôde disse...

Ser!

Lílian Alcântara disse...

É preciso libertar-se para que não se deixe não ser.

Ella disse...

Agora você me pegou!

A.S. disse...

Sylvia...

É preciso ser! Apenas...

BeijOOO
AL

Stella disse...

E aí você faz o que sente, o que sai, o que aconteceu de fazer.
Porque a gente nunca sabe direito o que DEVE ou QUER fazer, né? Então deixa a vida seguir e decidir por nós.

Daniela Filipini disse...

Faça o que a emoção mandar!

mais amor, por favor. disse...

Respirar e ser, sendo talvez queira ser.
Obrigada por passar no meu cantinho.
Adorei aqui! Beijos

Clarisse disse...

ser. Apenas ser.

(gente, tô poética hoje. Se fosse ontem seria um belo 'não entendi', mas, veja!, hoje eu tô bem)

Beeeijo!