Foto do blog: Mario Lamoglia

domingo, 6 de junho de 2010

A.Pimenta.do

Aproveitando o momento notebook furtado (ó dia, ó céus, ó azar!), andei vagando por aí - blog aqui, blog ali, algumas visitas aos queridos, umas poucas boas novas, outras já amores antigos - e dei de cara com o Henrique Pimenta, lá do Bar do Bardo. Inevitável não me apaixonar pelos sonetos atualíssimos, cheios de humor e malemolência e pela poesia ultra-desafiadora do sujeito. Eu, de lá da minha mesa de canto, caneca de vinho numa mão, bolinho de bacalhau na outra, soprei pra cá pra perto a maravilhosa leveza e irreverência dO Cara. Deliciem-se, que é coisa boa - garanto.


Técnica PN sem L

"Eu acordei num lugar muito estranho.
A cabeça estava por explodir.
Lembro-me de que saíra sozinho.
Bebidas, desejos, coisa e tal e,
depois, fomos passear pela rua.
Já longe do roteiro conhecido,
que estávamos bêbados demais, sem
medo, sem medo, sem medo, sem medo.
Resolvemos que seria melhor
dormirmos ali naquele chão. Sim,
loucura. Percebi que estava nu.
Percebi que havia uma cama sob.
Senti sobre o meu braço uma pressão,
cabeça, cabelos, olor
de sândalo
um
i n c e n s o . . .

mergulhei meditei-lhe nos desenhos produzidos pela
fumaça como que uma série de signos esotéricos
concentrei no mantra que me fora fornecido
secretamente e quase que
gratuitamente
por um site indiano desenvolvimento da intuição
mas no andar de cima
(ops eu estou no meu apartamento)
zeca pagodinho reinava absoluto
e eu não poderia ir de encontro ao absoluto
voltando
mentalizei a luz violeta
fluindo para dentro de meus chackras
elementais
era de aquário
o cifradíssimo perfume do fumo
analogias possíveis da matéria menos densa com
as sessões de psicanálise
180 (cento e oitenta) cada
sexualidade reprimida
parafilias casamento no fim
traição sem sal
auto-estima 0 (zero)
e então
indicador
e polegar se tocam levemente
energia prânica lótus de 1000 (mil) pétalas
pronto!
mais um poema sobre porra nenhuma!"



 liquefeito

"distraídos
porque nos beijávamos

distritos
expandiam-se em oceanos de pele e
cintilâncias galáxias de evanescência

por mim
o orvalho gotículas de saliva doce

hidromel que poreja
sumo de ambrosia para além psi

aleluia!"

17 comentários:

Suelen Braga disse...

Simplesmente fantástico
Deliciei-meeee

beijo grande
Estou seguindo =*

Lara Amaral disse...

Sim, ele é o cara!

Bom post, Sylvia.

Beijos!

Jorge Pimenta disse...

é por estas e por outras que considero a internet a grande invenção da humanidade (depois d'ela própria, obviamente :-)!).
beijinho, sylvia!

Joana Francesa disse...

Que delícia distraidamente... encontrar esse delicioso tempero à vida...

oquemeinferniza disse...

Nossa, gostei demais

V_ Leal disse...

antes insônia do que sono, não é mesmo?rs
abraço.

Marina Cavalcante Lacerda disse...

Ameeei! *_*

Sentindo falta de teu comentários com palavras sábias. Ainda sem internet em casa?

Beijos, flor!

Andrea de Godoy Neto disse...

muito bom mesmo, vou lá descobrir mais coisas dele...

ótimo post, sylvia!

beijos muitos

Fabrício Brandão disse...

Sylvia,

Obrigado pela sua visita lá na Revista Diversos Afins. Ficamos muito felizes em poder conhecer gente interessada por leitura como você. Melhor ainda é saber dos teus escritos por aqui.

Beijos

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

poesia que me jogou ao chão de rosas e desejos

Nomundodalua disse...

Oi Sylvia :)
obrigada pela visita no meu blog, vc é sempre bem vinda! :)

Fiquei jna dúvida qual que é seu texto e qual que é do Pimenta, mas acho que é o segundo (pela imagem e pela malemolência, hehe)

esses caminhos que percorremos e que nos levam para lugares inusitados, podem ter surpresas agradaveis..Oo

ps: quanto ao seu comentário no blog, vc trabalha com o que? Eu tô envolvida em alguns projetos na universidade e tô no final da análise dos dados de uma pesquisa que eu fiz ano passo sobre homicidio juvenil..tbm acho que o primeiro passo é pensar sobre e depois procurar meios de agir, é isso que tô tentando..o blog é mais um lugar pra refletir junto sobre alguns temas com quem assim desejar! obg fofa!

namastê!

Caminhos Poéticos disse...

Fantástica sua postagem...Parabéns!

Beijos.....M@ria

HM disse...

Magnífico condimento ao prato singular de um final de tarde friorento e cheio de possibilidades.
Gostei muito!!

Juan Moravagine Carneiro disse...

Belo post...

Abraço e agradecido pelas visitas ao Rembrandt

JPM disse...

Olá,
Tive contato com o teu blog no Batom e Poesias.
Agora vim conhecê-lo e seguí-lo.
Desde já és convidada a visitar o meu.
Saúde e felicidade.
João Pedro Metz

BAR DO BARDO disse...

Sylvia Araujo,

mui grato pelo seu olhar.
Namastê!

Vanessa Nolasco disse...

Você pertence à realeza.
Ainda princesa,foi imprecisa,
indecisa nas certezas.
Rainha, já não indefesa;
mescla-se aos plebeus,
para entender suas fraquezas.
Doa diretrizes e aumenta em beleza.

Obrigada, querida,
VAN