Foto do blog: Mario Lamoglia

domingo, 4 de abril de 2010

Mangas


Ele tem mania de comer mangas com as mãos. Fica lá, com a cara toda lambuzada e aquele fio amarelo e espesso escorrendo queixo abaixo. Faz isso em qualquer lugar, e acha ainda melhor quando pode subir na mangueira para escolher o fruto mais bonito. Todo mundo fala que é nojento ficar com os dedos grudando e com aqueles fiapos estranhos pendurados entre os dentes. Ele ri, dá uma gargalhada deliciosa com a mão suja na frente dos lábios, enquanto fala com os olhos: vocês não sabem o que estão perdendo.
Vitor tem mania de abocanhar a vida da mesma maneira febril com que abocanha mangas. Deixa escorrer pelos poros o néctar dos dias, abraça como se segurasse nas palmas fruta madura, e faz das palavras mãos estendidas - todinhas meladas de amor. Para ele não há dúvidas: mangas - indiscutivelmente - são poesia pura, de suculento e incomparável sabor.

Sylvia Araujo

49 comentários:

Em@ disse...

Sylvia:
eu sou igual.manga comida com etiqueta não sabe a manga.
maldade s(T)ua em falar em manga a esta hora...é que não tenho manga em casa e como faço para matar o desejo que despertou agora? Das saudades que eu tenho do meu tempo de África, uma das maiores é de uma mangueira e uma goiabeira no quintal....comer manga ao sol...hum,sentir o cheiro delas a toda a hora... hoje vou dormir com a saudade.
beijinho

Lara Amaral disse...

Intrigante esse texto. Gostei da forma como colocou as metáforas.

Beijo.

Sil.. disse...

Mangas, as minhas preferidas.
E eu quero maisssssss é me lambuzar nelas!!!
Saudade da mangueira que eu tinha no meu quintal.

Beijooooooo Syl, uma semana abençoada pra ti!

Erica Ferro disse...

Vitor, sim, é feliz.
Eu gosto de mangas.
:D

Juliana Carla disse...

Olá Sylvia

Seu texto me fez lembrar a minha infância... Quando nós crescemos perdemos tantos gostos da vida (como chupar manga com a “cara mais boa”, por exemplo).

Obrigada pela visita no Braille da alma.

Sigo-te!

Juliana Carla disse...

PÁSCOA

Páscoa é renascimento...

É passagem...

É mudança e transformação...
É ser novo em um mesmo ser
Que recomeça pela própria libertação.

Fica para trás uma vida cheia de poeira
E começa agora um novo caminhar
Cheio de luz, de fortalecimento,
Esperanças renovadas,
E um arco-íris rasga o céu
E parece balbuciar que Jesus ressurgiu
Para nos provar que o amor
Incondicional existe, assim como a vida eterna.

(Lilian Russo)

Assim seja sua renovação para o novo mundo!
Feliz páscoa para você e toda a sua família!

Juliana Carla (Braille da alma)

Bjuxxx e xerooo

tossan disse...

Referindo as magas esse sujeito é igual a mim, bem quanto a poesia nem tanto e o amor não sei se sei amar direito. Belo texto diferente como eu gosto! Beijo

Renata Luciana disse...

Fruta perfumada, sabor que vira melaço entre lábios desavisados.Lápis de cor, boca ensolarada.

Beijos,

Simples de coração disse...

Retribuindo a visita... :D
Adorei seu blog...Passearei sempre por aqui...Depois lerei com mais calma...

Beijos!!

Lílian Alcântara disse...

Manga! Meu falecido avô Pedro foi quem me fez apaixonar pelas frutinhas amareladas, e ensinou a empregada a não me proibir de sujar toda a blusa para deliciar uma manga ubá, afinal comer manga sem escorrer pelos cutuvelos até perde o sabor. É um fruta que carrega mais lembranças da minha infância que qualquer foto, texto ou fato.

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Sylvia...fruta no pé é coisa sem igual, lembra infância, liberdade, lembra vento e mulecagem...mas prefiro uma amora, fruta que não tenho visto mais com o antigmente...
Muito bonito o seu blog também, gostei de A giz...enfim, tem as palavras contigo, dentro da alma...
Parabéns...um abraço na alma...boa semana...beijo

Magnolia disse...

Tb gosto delas comidas assim....
Bj

Olga Durães disse...

que delícia de texto... Muito bom.

Valéria disse...

Metáfora perfeita, um apetite pela vida maravilhoso. Parabéns.

BeijooO'

sarah disse...

Nossa, que delicia de texto mesmo.
Senti o cheirinho das mangas aqui !
viver um dia após o outro, vamos seguir essa linha sempre.

boa semana pra ti!
beijos .

Deusa disse...

hummm..gostei !!
gostei de me lembrar de como ja comi muita manga assim...rssr
to precisando de me permitir me lambuzar....
adorei
beijooo

Jorge Sader Filho disse...

Tenho na minha casa uma mangueira de cinquenta anos, plantada pelo meu pai.
É um símbolo de Vida. Parece que pensamos de forma bem semelhante.

Abraços
Jorge

Luna Sanchez disse...

Eu detesto manga [cheiro, gosto, fibrosidade (fiquei em dúvida se essa palavra existia, mesmo...rs), tudo!], mas adoro fome e gana de vida. ;)

Beijo, beijo.

ℓυηα

ErikaH Azzevedo disse...

Vitor com certeza deve gauarda em si uma criança que nunca vai crescer.

Fome de vida combina bem com essa certeza de eternidades que só as crianças têm.

Sylvia,tão bom esse teu jeito de escrever que outras pessoas merecem conhecer menina. Colocarei um link de ti no meu blog ok.


Um beijo,

Erikah

Márcio Ahimsa disse...

concordo, indiscutivelmente, com vitor...

Gostei daqui,

beijo.

Juliana. disse...

Manga com sabor de sentimento, com mel doce da vida(embora verde é preciso também sentí-la)!
Um beijo Sylvia!

Flávia Diniz. disse...

'Deixa escorrer pelos poros o néctar dos dias'

Lindo.

Beijos.

corpo estranho disse...

é isso, extrair todo suco da vida, pois ela foi feita para ser gasta.
gosto da tua sensualidade ao escrever.
Beijos

Valéria Gomes disse...

Não conheço o Víctor, mas sem sombras de dúvida, ele sim sabe viver.
Seu post tem gosto de fruta madura e cheirinho de infância.
Cá estou, enlouquecida por uma manga no pé.

Beijos lambuzados de carinho!!!

Baby disse...

Gostei de saber que "ele" gosta de comer mangas com as mãos. E ele sabe porquê...manga assim tem outro gosto, o seu gosto autêntico!
Mas falar de manga assim, faz-me abrir a arca onde guardo as recordações e às vezes é bom, saltam de lá as cores e os aromas da infância.
Gostei muito de te ler. Muito.
Deixo um beijo.

Marco Antonio Araujo disse...

É engraçado, porque eu adorava manga e todos esses prazeres ao comê-la, escorrendo pelos braços...

Mas fui proibido por motivos nutricionais e fiquei alienado! Não consigo fazer um belo comentário... mas ainda assim acho poesia pura!

Pérola disse...

Vim te agradecer a visita amada.
Nossa!!!Eu amei a sua postagem,a maneira como o texto atribui a forma de conduzir a vida em meio a forma de degustar uma fruta é fantástica.
Seu blog também é muito lindo.
Estou te seguindo fica mais fácil de acompanhar as suas atualizações.
Um beijo grande e mais uma vez,obrigado.

Lunna disse...

Sim, como é bom saborear as coisas todas e se deixar tomar pelas sensações que despertam quando a gente finge que fecha os olhos.
Sim, é muito bom sentir as coisas por entre os nosso vãos.
Grande abraço e obrigada pela visita, meu caminho ficou bem mais colorido. bj

Clarisse disse...

I hate mangas. Eu fico toda melada, e, assim, eu sou fresca.

Beeeeijo!

(eu entendi o post, viu? Calma.)

Lilianne Mirian' disse...

- Não tenho Dúvida alguma.
O que eu preciso é de um bom "Pé de Manga";)

Liindo Blog Flor!

beiijoo'

Cris França disse...

Silvia

tu não gosta de Rosa e eu não gosto de manga...rs
mas de poesia eu gosto e muito...rs e de fazer novas amizades também, seja sempre muito bem vinda quando quiser! bjs

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Adorei!

Erica Vittorazzi disse...

Sylvia onde você aprendeu a escrever assim? Tão lindamente...
Fiquei emocionada com este teu texto!!

Beijo

si disse...

bonito conto, sylvia, de novos atos nascentes, a nos convocar ao uso e abuso de nossos cincos infinitos sentidos, sentindo.
b
luis de la mancha

Fouad Talal disse...

Sempre achei que os talheres tinham algo de anormal... agora já sei, eles não entendem nada de poesia! =)

Beijo minha querida.

Daniel disse...

Mas manga é pra ser devorada desse jeito, desesperadamente e sem pudor. Assim como a vida, que deve ser vivida em toda a sua plenitude. Valeu pela visita ao meu blog, fique a vontade para voltar sempre que quiser. Um abraço.

http://submundosemmim.blogspot.com

Alline disse...

Com manga, é só lambuzo, é só delícia. Com faca não tem jeito - perde a graça e o sabor.

Brigada pelo carinho, Sylvia.

Beeeeijo pra ti

Sophi para os íntimos disse...

Linda! e eu adorei sentir o sabor da manga e o vento das suas asas sobre mim...

Grande beijo!

Por que você faz poema? disse...

Não duvido, frutas são poesia em estado puro.

Nathália E. disse...

Odeio manga, mas achei o texto lindo lindo. :)

J. disse...

Eu concordo com o Vitor. Adoro manga, é minha fruta favorita e ela é mesmo pura poesia e, além, pura sedução.

Beijo.

Marcantonio disse...

Certa vez fiz uma colagem em que transformava mangas em seios. A culpa é das mangas. Elas nos propõem essa devoração despudorada e se sentem traídas pelo comedimento. Elas têm horror à convenção do uso de talheres. Imagine.Lambuzar-se com amarelo e depois tingir com ele a água corrente. E rápido, antes que o sumo da vida resseque em nossos lábios e seu maravilhosos perfume azede em nossas mãos.

Um abraço.

Aspásia Mariana disse...

eita...nem sou muito fã de cereja, mas quero compartilhar meus pensamentos...rs.

adorei muito muito esse seu diário virtual, você tem um victor, eu tenho a carol, que é um bocado de mim. estou elaborando uma forma de adaptar esses contos para o teatro dança...vamos ver no que dá.


abraços.

Maria Flor! disse...

Sylvia,
Grata por tua visita, me fez feliz.
Me diz...tem coisa mais gostosa de do que saborear uma manga e se lambuzar inteira? Tem?
Eu adoro!
Muito lindo teu blog, vou continuar por aqui te lendo.

Muita Luz em suas inspirações.

Beijos...

Lídia Borges disse...

O sabor da poesia nas mangas suculentas.
A vida nas nossas mãos, fruta madura...

Um beijo

Jorge Pimenta disse...

Sylvia, fiquei com os dedos grudando por ter tocado as sensações vivas da tua poesia!
Um beijinho e obrigado pela espreitadela ao meu cantinho.

Vargas disse...

É ISSO!!!
o que eu sempre falei! Ainda bem que alguém me entende!

Virginia Lucia disse...

Fruto suculento... vida... Existe outra forma de viver a vida? Se os poros não estiverem melados e a papila saciada, onde estará a plenitude? Bela comparação... macia - com fiapos nos dentes, poros transbordantes - néctar dos dias, fruta madura - plenitude de amor.
Plena é a satisfação de verificar que consegues verbalizar, com poesia, o momento vivenciado.
Beijão

Primeira Pessoa disse...

manga é um trem danado de bão...rs
roubei muitas, menino,`nos quintais vizinhos mlá em são raimundo, onde me criei.
sim, no nosso quintal tinha mangueira. mas as surrupiadas dos vizinhos tinham um adocicado a mais.

no outro dia, meu pai, 75 anos de idade, foi colher mangas. o menino que o ajudava não era lá essas brastemps e meu velho cismou:
- desce daí que vou te mostrar como se faz isto direito.

meia dúzia de mangas depois ele caiu.

ganhou 8 pinos estabilizadors nas costas e uma lição:

subir em pé de manga é brinquedo de menino.

mas ele continua adorando mangas.