Foto do blog: Mario Lamoglia

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Estrela


Hoje recebi um cafuné delicioso, de uma amiga muito querida. Meus olhos se encheram de água pelo carinho e pelo cuidado de mão dupla que exercitamos, sem a mínima cobrança. Sabe aquelas amizades que a gente se sente honrada e orgulhosa por ter semeado e cultivado com todo amor durante o tempo? Pois é. Renata apareceu na minha vida de uma maneira nada convencional, e se não fossem nossos corações e nossas cabeças nada convencionais também, não teríamos começado a fazer parte da constelação uma da outra. Eu sempre disse que considerável parte de quem sou, do que sinto e do que acredito, vem da luz resplandecente dessas estrelas iluminadas que eu escolho para fazerem parte do meu céu. E ela, a minha Sia, é uma das maiores e mais brilhantes delas.
Agradeço emocionada o carinho que ela tem pelas minhas letras, pelo meu filho, pela minha família, e pelo meu coração pulsante e desenfreado, que - apesar de querer tudo e muito - quer mais a quem ama do que a si mesmo.
Lá no Palavralida, ela - leitora voraz e ensandecida - fala dos livros e sonhos com a propriedade de quem vive mergulhada neles. E hoje, resolveu falar de mim. Mais que agradecer um post lindíssimo, que beija meus textos com tanta doçura, agradeço a amizade pura, leal, intensa, real e despretenciosa, que faz com que estejamos - perto ou longe - cada dia mais próximas, ligadas por um fio super fino, mas absurdamente resistente, que une irremediavelmente os nossos corações.


Obrigada por você existir em mim.
Te amo.
Sylvia Araujo 

10 comentários:

Costureira de estrelas. disse...

A amizade é algo lindo... Que deve ser cultivado, regado...
Beijocas dona moça!
Obrigada pela passagem em meu blog!
=*

Andrea de Godoy Neto disse...

Sylvia, a amizade é linda e a homenagem muito justa.

beijos

Daniel disse...

Quem tem amigos tem tudo. Tem texto novo no Sub Mundos. Bjus.

http://submundosemmim.blogspot.com

Sabiana disse...

Coisa mais linda, essa troca de vida, que chamamos de amizade.

Parabéns a vc e a Renata por terem se encontrado e se inspirarem e nos inspirarem!

Erica Ferro disse...

Coisa linda essa amizade!
Linda mesmo.

Vou passar no blog da tua amiga e ler o texto que ela fez pra ti.

***
Li seu comentário no post "Olhares". Que bom que eu entendi onde você queria chegar com o texto!

Um abraço imenso.

Geraldo de Barros disse...

lindo texto, linda homenagem

=)

beijo,
G.

Sonia Pallone disse...

Te vi lá entre meus seguidores e caminhei no teu
rastro...Encontrei aqui sensibilidade e poesia da melhor qualidade. Também te
sigo para não correr o risco de te perder. Obrigada pelo
lindo recadinho que esparramou um perfume de essencias lá no meu Solidão de
Alma. Bjs querida.

mais amor, por favor. disse...

E nesse céu cheio de estrelas a amizade verdadeira é a estrela que mais brilha! É bom ter alguém assim, é muito bom.
Beijos

Ilaine disse...

Que maravilhoso, Sylvia. Estes afagos são como fios de ouro que douram nossas vidas. E você merece. Tua prosa costurada com a mais linda poesia. Uma delícia de palavras.

Beijo

zuleid disse...

Foi isso que eu deixei lá no palavralida...

Realmente a Sylvia tem o dom!
Acho que não há como não gostar do que ela escreve porque ela nos fala à alma. "Me habitam multidões.Difícil é quando todos resolvem falar ao mesmo tempo."
E eu aqui só posso relembrar Graciliano Ramos no dia de sua posse na ABL: "Poderia recorrer ao recurso do não há palavras para agradecer, mas as palavras existem o que não existe é minha capacidade de coordená-las de acordo com a necessidade da hora."
Beijos Renata e Sylvia!

Sábado, 17 Abril, 2010