Foto do blog: Mario Lamoglia

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

 
 Carlos Drummond de Andrade

6 comentários:

Guerrilheiro das Palavras disse...

como o pêndulo do meu pescoço que silenciosamente articulou-se incitado pela espiral do verso, e dentro sa cabeça tudo recomeço.

Ivan disse...

Oi Sylvia,

Eu sou Ivan do amordopapelão. Muito obrigado pelas palavras gentis lá no blog. Seja sempre bem vinda.

Parabéns pelo teu espaço que eu irei conhecer aos poucos.

Beijo.

Ivan.

Costureira de estrelas. disse...

Olá!
Agradecida pela visita no blog =)
Volte sempre!
Obg mesmo ^^ beijo =*

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) disse...

Sylvia,
Drummond sempre demais...

Cheiro mineiro de pedras e montanhas,
Pedro Ramúcio.

ps: muito grato pela visita, viu!

Sylvia Araujo disse...

Guerrilheiro,
Recomeço é não ter medo de virar do avesso!
Obrigada pelo carinho.


Oi, Ivan!
Adorei seu cantinho de papelão, e mais ainda a sua visita!
Volte sempre.


Menina das costuras de fita,
Seus recortes são lindos. Eu gosto sempre de me recarregar por lá.
Obrigada pelo beijo. Outro pra você.


Pedro, aquele do cheiro de Pedra.
Gostei de encontrar as suas palavras. Elas sabem sempre por onde ir, né?
Obrigada por aparecer. Volte!

Jéssyca Carvalho disse...

Sábio, como sempre digo, sábio Drummond!
Sábia arrumação do verso também, atribuída eu não sei a quem...
hehe'

Simples, leve e profundo!
Um convite à maravilha do mundo!