Foto do blog: Mario Lamoglia

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Pororoca


Tenho mesmo esses repentes de virar rio sem avisar, confesso. Já tentei autocontenção e represália. Não adianta.
Quando transbordo - bote em punho - pratico rafting.
Encontrei a solução perfeita pra sempre me querer bem.

(Nada como uma pitada de aventura, quando a vida insiste em virar lago.)

Sylvia Araujo

3 comentários:

Stella disse...

Moooorro de medo. rs

Beijos

disse...

E não há nada melhor do que ousar!
Adorei a visita, o rastro.
Adorei mesmo aparecer por aqui!!
Voltarei... sempre, beijo, prazer:)

Sylvia Araujo disse...

Pra quem tem medo, vale mudar o caminho de todo dia. Já vale como aventura, né?


Rá,
Bom ter vc por aqui, viu! Vá e volte. Sempre.

Beijocas nas duas