Foto do blog: Mario Lamoglia

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Inominável


E tem coisas que, por mais que a gente queira, e se esforce - se desdobre - não consegue esquecer...

O coração dói pela ferida mal fechada.
A respiração pesa pela cicatriz não planejada.
A solução, então, é fechar as portas pra balanço
- já que o peito não assimila com jeito o sentimento sem nome;
e se entregar inerte ao sono pesado,
pra encerrar e enterrar de vez
o mesmo olhar que insiste em se fazer insone.

Sylvia Araujo

3 comentários:

Jannie Abrita disse...

Obrigada por ser minha seguidora!Um beijo!!apareça sempre!To dando uma olhadinha no seu blog q eh super legal!

Palavra lida disse...

E vamos pensar logo numa palavra pra isso? Acho que está começando a ficar urgente!
TE AMO!

Sylvia Araujo disse...

Oi, Jannie querida! Adorei suas letras! Seja sempre bem vinda!


Sia, Sia...
Cervejaaaaaaaaa! (serve? ou sorve?) hahahahaha
Te amo mas é muuuito mais!