Foto do blog: Mario Lamoglia

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Santidade

" Sentada
com as pernas em cruz
largou-se feito louca
jurando que era santa,
e provava o milagre
a quem lhe pagasse pra ver:
tirava leite de pedra,
água de pau, melaço de carne,
e prometia o paraíso
a quem lhe alcançasse
o céu
da boca"
Raissa Bonfim

Renata Luciana entrega bonito assim aqui.

4 comentários:

Almeida Lucius ™/ Ulisses Reis ® disse...

Temos uma amiga em comum, e o que li aqui me agradou muito, vou voltar e espero que tb venha me conhecer, pois temos a poesia como norte, beijos !
OBS: Fiz esse poema pois li o que deixou no teu perfil , para voce:

Rio 40°

Quero você muito sexy e criativa
Não quero só projetos sociais
Quero um pouco da vida banal
Caminhos de sonhos e desejos
Nada de trilhas fechadas
Sentimentos voando e livres
Escolhendo musica e poesia
Controvérsias e delírios
Todos os desejos não puros
Muito intensos e profanos
Mas com a divisão peculiar
Tendo um lindo olhar
Aquele que só você sabe me dá
Profundo e cúmplice
Que nunca fica só nos olhos
Comunica que neste momento
Dois corpos em lasciva união
Pura transpiração

Ulisses Reis®
28/01/2010

Renata Luciana disse...

Obrigada pela presença Syl, quero só dar os devidos créditos, registro nos marcadores o nome da poetisa Raissa Bonfim.

Beijinho flor,

HNETO disse...

Religiosidade
e
lascívia
num
mesmo
caldeirão.

Sylvia Araujo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.