Foto do blog: Mario Lamoglia

domingo, 31 de janeiro de 2010

Quem?

"- Seja sincera, Soninha!
- Claro.
- Como é que você veio parar aqui?
- Eu?"


Pedro Antônio de Oliveira faz mágica aqui

5 comentários:

Essência e Palavras disse...

Silvia,

obrigada pela visita, pelas palavras deixadas em meu blog.

Também gostei daqui, sua irreverencia encanta.

Beijoo e sucesso!
Te espero mais vezes

Sylvia Araujo disse...

Oi, querida! Bom trocar sentimentos, né? E quando eles se escondem nas palavras, fica melhor ainda! Sou fã delas!

Bom ter sua visita por aqui.

Beijoca

Guerrilheiro das Palavras disse...

fiquei imaginando como a Soninha foi parar onde foi parar. Parei uns instantes intrigado e sem conclusão... Ela chegou a se notar movendo o corpo pra alguma direção? Obg pela cereja caramelada.

Sylvia Araujo disse...

Eu também fiquei. Até hoje quando leio as palavras do Pedro imagino onde ela estava, já que não foi parar lá.
Sirva-se das cerejas quando bem entender. Elas são im-pres-cin-dí-veis pra doçura da vida!

Pedro Antônio disse...

KKKKKKKKKKK!

Adorei tudo isso! :)

Um beijoooo.


Pedro Antônio