Foto do blog: Mario Lamoglia

terça-feira, 12 de maio de 2009




Saindo de fino,
No fino da bossa,
Do fundo da fossa,
Do alto do morro.
Pedindo socorro,
Canela ralada,
Cabeça parada,
Futuro perdido.

Ele corre...
Canta, vibra,
Dança, escorre.
Ele morre.

Saindo da vida,
Na dor da ferida,
De-cadente partida,
Por debaixo dos panos.
Suplicando alegria,
Estampando sorriso,
Presente é presente
- Embrulhado em jornal.

Ele paira...
Sobrevoa, surge,
Imenso - urge.

Ele sangra.

Sylvia Araujo

2 comentários:

inutensilio disse...

arrastando chinelos, dou uma andada por cá.

sempre é bom vir aqui...

abraço do doce inutensílio.

(saindo de fino)

Abundantemente disse...

Oi, querido... bom ter vc aqui sempre!
Depois de sair por aí camisolenta e me trancafiar em uma ostra semanas a fio, cá estou! rs
De Zé em Zé, tirando um fino vez ou outra, a gente segue, sempre em frente! ;o)

Beijocas