Foto do blog: Mario Lamoglia

domingo, 27 de novembro de 2011

Carmim


Eu não sei. É que alguma coisa tá fora de ordem, tá fora de órbita, tá fora do rumo - sem prumo - me ajuda. Alguma coisa é muito longe assim, tão perto-dentro e eu não sei. Eu juro que não sei, me explica? Não, não tenho medo do escuro, é sério. Essa luz carmim, acesa o tempo todo, enfim, é só pra ver arder o muro alto - medir seu destamanho, enfrentar meu desconcerto. Você pode apagar o facho, se me envolver bem apertado nos teus braços, beijos: e eu te prometo nunca mais tentar fugir de mim.

Sylvia Araujo

3 comentários:

Ju Fuzetto disse...

Coisa mais linda!

aline. disse...

Sylvia que lindo o que você escreve! Segui a sugestão do Thiago (o Nuts), tô fuçando aqueles links e lendo os sentimentos de todos. Adorei ;D

Thiago Nuts disse...

Muito loko menina! Adorei!
Olha só quem passou por aqui também. A linda Aline.
Bjo!